Defensora pública participa de encontro virtual sobre combate à violência contra a mulher

Por Assessoria de Comunicação em 23 de setembro de 2021

A defensora pública Samantha Vilarinho Mello Alves, assessora Institucional da Defensoria-Geral, na função de Coordenadora Estadual de Promoção e Defesa dos Direitos das Mulheres, participou nesta quarta-feira (22/9) do Fórum de Saúde da Mulher. O encontro teve o tema: “Compreendendo as violências para fortalecer o cuidado em rede”.

No debate a defensora pública falou sobre a importância da atuação conjunta da Defensoria Pública e os centros de saúde locais – ambos, portas de entrada para o apoio à violência contra a mulher. Ela destacou a necessidade de representantes da saúde na participação de políticas públicas junto à Instituição a fim de apoiar essa parcela da população.

Durante o a participação da defensora, foram evidenciados os trabalhos e papéis da Defensoria Pública, Coordenação Estadual de Promoção e Defesa dos Direitos das Mulheres, além do destaque à Defensoria Especializada na Defesa dos Direitos da Mulher em Situação de Violência (Nudem). Além disso, foi comentada por ela a forma de realização de uma escuta qualificada, pautada no cuidado, respeito e humanização.

Samantha Vilarinho aproveitou o momento para falar também a respeito do projeto “Defensoras Populares”, criado com o intuito de formar lideranças comunitárias por mulheres que se destacam como lideranças populares, para que busquem soluções para as demandas mais comuns de suas comunidades, neste caso, para conduzirem e serem fontes de suporte a mulheres violentadas.

A defensora Pública Samantha Vilarinho, durante sua apresentação

Estavam presentes na mesa virtual – representando a regional Norte – a chefe de gabinete, Simone Andere, e a gerente de Unidade Básica de Saúde da Prefeitura de Belo Horizonte, Denise Camargos Batista. A mediação foi feita pela representante do Núcleo de Atenção Psicossocial, Promoção, Prevenção e Intersetorialidade da GAERE-N, Sirlei Francisca.

Durante a roda de conversa, a gerente do Centro de Saúde Confisco, Doriana Ozolio Alves Rosa, debateu sobre a violência contra a mulher, destacando a necessidade de questionarmos sempre a respeito da história de cada vítima de violência.

“Para conversar sobre violência precisamos entender, de antemão, que somos pessoas com histórias. Quando nós ajudamos essas mulheres, estamos olhando não só para ela fisicamente, com também para a história dela”, afirmou Doriana.

Para finalizar a mesa virtual, a delegada da Polícia Civil, Ana Paula Balbino, falou sobre a necessidade de conhecimento das redes de proteção, de políticas públicas e medidas protetivas em casos de violência contra à mulher. Além disso, falou sobre o olhar humanizado das questões em relação à prevenção da violência, seja ela física, verbal ou psicológica.

“É imprescindível a criação de políticas públicas a fim de combater e orientar a respeito da violência contra a mulher e evitar esse problema que já passa de geração para geração”, alertou Ana Paula.

A delegada aproveitou o momento para informar alguns dos canais de atendimento de apoio as vítimas.

190 – Polícia Militar

197 – Polícia Civil

Disque 180 – Central de Atendimento à mulher em Situação de Violência

Aplicativo “MG Mulher”

O evento foi promovido pela Prefeitura Municipal de Belo Horizonte, junto ao Sistema Único de Saúde (SUS), com a destaque e participação do Instituto Mulheres Amadas – Novo Aarão Reis.

Ao final do encontro foi aberto um momento de debate entre as palestrantes e os participantes presentes.

Compartilhar com:
Tags:

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS